Samsung lança comercial para surfistas

GO-SURF-BLOG-SAMSUNG-COMERCIAL-KELLY-SLATER-MEDINA-EVERY-DAY-IS-DAY-ONE-SURFING-COMMERCIAL-FILME-PARA-SURFISTAS-FREE-SURFER-PROFISSIONAL-ASP-WORLD-TOUR-001

Nos últimos dez anos o surf apresentou um crescimento expressivo em seguidores, estrutura e investimentos. Novas empresas foram voltadas para esse mercado, muitas das antigas se consolidaram e o olhar das outras marcas se voltou àquele que se tornava mais do que um esporte, um estilo de vida.

De lá pra cá muita coisa aconteceu, principalmente nos acontecimentos recentes. A ASP e o campeonato mundial se estruturou, se unificou. Os webcasts estão cada vez melhores e a tecnologia tem sido cada vez mais aplicada como feito em outros esportes de massa.

A Samsung observou a oportunidade e vestiu a camisa esse ano, se tornando patrocinador oficial do ASP World Tour e acabou de lançar um comercial voltado para surfistas e seguidores do esporte. Assinando o filme com o slogan “Every Day is Day One” (Todo dia é o primeiro – tradução livre), o comercial destaca as vidas tanto dos profissionais quanto dos free surfers (de todos os níveis) e para isso nada melhor do que grandes nomes como Kelly Slater, Medina, Steph Gilmore, Crewsy e Johanne Defay.

GO-SURF-BLOG-SAMSUNG-COMERCIAL-KELLY-SLATER-MEDINA-EVERY-DAY-IS-DAY-ONE-SURFING-COMMERCIAL-FILME-PARA-SURFISTAS-FREE-SURFER-PROFISSIONAL-ASP-WORLD-TOUR-002

O filme anuncia a chegada do Tour para a costa americana e contou com uma aparição de Kelly Slater e Coco Ho, Medina, Julian Wilson, CJ Hobgood, Courtney Conlogue e Greg Long em um programa de TV americano.

Vale conferir os dois vídeos:

COMERCIAL – SAMSUNG

ATLETAS NA NBC:

Visit NBCNews.com for breaking news, world news, and news about the economy

Esquiador Big Rider

GO-SURF-BLOG-Chuck-Patterson-Skiing-Jaws-ESQUI-HAWAII-TOW-IN-001
Jaws tem sido um dos principais palcos das muitas quebras des barreiras dentro do surf e suas vertentes.

Foi lá que vips algumas das maiores ondas já surfadas na remada com pelos desbravadores Shane Dorian, Danilo Couto e depois seguidos de toda massa big rider.

Foi lá que vimos Jamie ‘O Brien dropar bombas usando pranchas de soft (usadas para escolinha de surf), trocando de prancha no meio da onda (pra quem achava que ele só tinha feito isso em Pipe). Foi lá que Laird Hamilton já surfou com sua prancha foil.

Foi lá que vimos alguns loucos dopados provavelmente por alguma marca de energéticos surfando de noite com iluminação por helicóptero ou LED nas pranchas. Foi lá que já vimos tudo isso e muito mais.

Quando pensávamos já ter visto de tudo lá eis que descobrimos mais uma surpresa, mais uma barreira quebrada, mais uma loucura realizada. Dessa vez, nem surf foi, trouxeram Chuck Patterson um famoso campeão do esqui para desafiar a rainha de Maui. Na verdade ele já havia feito esqui em Jaws há três anos atrás, mas dessa vez ele veio à carater para uma nova tentativa.

O resultado você confere nos vídeos abaixo. Curtam o Skiing Jaws:

RESPEITO É PRA QUEM TEM

GO-SURF-BLOG-DROP-IN-RABEAR-PESSIMO-EXEMPLO-UFC-FIGHT-PORRADA-NO-SURF-BRIGA-PRA-QUE-ISSO-PQP-001

Não é de hoje que a reputação dos brasileiros segue em decadência mundo a fora. Eu, particularmente, acredito fielmente na teoria de que é preciso respeito para ser respeitado, independente do que o outro faça ou deixe de fazer.

Quem tem a oportunidade de ir para outros países quase sempre se depara com essa situação, uma péssima imagem relacionada ao nosso país e um certo racismo principalmente de aussies e americanos quase sempre acompanhados de xingamentos como “macacos” ou coisa pior. Com o perdão da palavra, mas não sei o que me deixa mais puto com tudo isso, se é essa atitude racista e ignorante dos gringos ou se são nossos brasileiros desrespeitando geral e queimando nosso filme lá fora.

No vídeo em questão o brasileiro é quem rabeia na onda e ainda que não aprove a atitude violenta de Kiwi (surfista rabeado), não possa dar a minha cara a tapa por alguém que perdeu comprovadamente a sua razão. Ok, vi muitos comentários em sites da Austrália que me deram nos nervos, coisa de gente da pré-história e de certa forma ridículo porque enquanto alguns nos chamam de “macacos” outros de nós chamam eles de “cangurus”. Aonde isso vai parar?

Não sou a favor de briga no mar, mas também não defendo o desrespeito. Falem o que quiser, mas nessa situação gravada o brasileiro estava 100% errado e não tem do que reclamar, mas isso também não justifica a atitude do surfista e muito menos as racistas de muita gente que viu a cena ao vivo ou circulando na internet. Não sou ninguém pra julgar o que pode ter acontecido antes da filmagem, mas não adianta defender a pátria sem razão e acredito que olho por olho o surf acabará como um grande UFC.

Confira abaixo o vídeo tão falado na internet:

STOP WAR. GO SURF!

GO-SURF-BLOG-2014-STOP-WAR-GO-SURF-PALESTINA-ISRAEL-GUERRA-ORIENTE-MEDIO-PAZ-PEACE-LOVE-001

Em meio a tantas coisas que circulam diariamente nas timelines do mundo inteiro é muito triste ver que em pleno ano de 2014 ainda tem gente querendo saber de guerra e morte. Essa é uma questão complicada e nem cabe a nós discutir os interesses dos envolvidos nesses conflitos, entretanto cada um de nós pode fazer a sua parte para tentar dar um basta nessa situação.

Dois publicitários brasileiros criam um movimento usando o surf como meio alternativo para pedir a paz nos conflitos em Gaza. O projeto “Stor War. Go Surf.” incentiva combatentes de Israel e Palestina a largarem as guns que matam e pegarem suas gunzeiras pra surfar.

GO-SURF-BLOG-2014-STOP-WAR-GO-SURF-PALESTINA-ISRAEL-GUERRA-ORIENTE-MEDIO-PAZ-PEACE-LOVE-002

Resumidamente, essa é uma proposta de cessar-fogo através da água: água salgada. Afinal, Israel e Gaza têm um litoral com inúmeras praias e altas ondas.

No site www.stopwargosurf.com é possível ver as condições do mar nas praias da região dos conflitos, como tamanho de onda, período e vento.

Os fundadores do projeto, André Araujo e Samuel Normando, resgataram a essência de paz do surf para mostrar que no mar todos somos iguais, através do conceito: “Não há fronteiras no line up”.

GO-SURF-BLOG-2014-STOP-WAR-GO-SURF-PALESTINA-ISRAEL-GUERRA-ORIENTE-MEDIO-PAZ-PEACE-LOVE-003

Confiram abaixo o documentário Promised Land que também associa a questão espiritual do surf com a busca da paz no Oriente Médio. Por que não substituir as ondas de ataques por ondas de verdade? Se você também apoia esse movimento, compartilhe essa iniciativa!

Aloha!

TRAILER: A hierarquia da onda

Como todos já sabem, estamos sempre tentando fortalecer o surf no Paraná e o morador de Matinhos Lucas Lima nos enviou um trailer que pode contribuir ainda mais com o nosso objetivo.

Lucas está produzindo um documentário sobre o localismo do Pico de Matinhos e o domínio sobre as ondas do litoral paranaense.

O curta-metragem conta com a participação de Maicon Rosa, Sanderson, entre outros e a trilha sonora é ao som da banda local Uísque Caiçara.

Aperte o play acima e prepare-se para a estréia do doc.

Aloha!

Por:
Estudante de Jornalismo em Curitiba / PR, professora de Inglês e administradora no blog Go Surf há quase três anos. Namastê!